Caralho também é valor!

Daniel Bastos, Ter 17 maio 2016, Pensamentos

ética, filosofia, pensamento, valores

Sei que pode soar estranho essa frase: Caralho também é valor!

Mas basicamente se trata de um trecho de uma palestra do Clóvis de Barros Filho onde ele trata os problemas de não ter claro para si quais os valores que você preza para uma boa convivência.

Por muito tempo ignorei esse assunto, pois a gente acaba fazendo isso quase que instintivamente na hora que selecionamos com quem vamos manter amizades ou quem vamos querer de parceiros pra nossa vida, etc.

Pensando rapidamente sobre o assunto, lembrei de uma situação que ocorreu comigo esses dias que explica um pouco o porque caralho também é valor.

Eu estava participando de uma entrevista de emprego para uma vaga de programador Python em uma empresa de POA, onde entres os entrevistadores estavam:

Papo vai, papo vem.. Estava contando sobre minhas experiências, e não lembro direito sobre o que eu estava falando, mas lembro que larguei um: "não da pra fazer de qualque jeito e foda-se".

Lembro que o cara do EUA e o dono que estava na sala comigo durante a video conferência deu uma balançada.

Na hora não dei muita bola, comentando com minha esposa ela teve a mesma reação. Ai pensei que o fato de eu falar um simples "foda-se" poderia ter soado mal pro meu lado.

Repensando sobre o assunto cheguei a conclusão que não, essas pequenas ações mostram de fato quem sou eu. Procuro sempre ser o mais autêntico possível, deixando claro quem sou eu, como me comporto, como sou de fato no meu dia-a-dia.

Todo mundo fala palavrão, não acho que isso seja um problema (apesar que tem gente que exagera, não é o meu caso) e muitas vezes vemos pessoas forçando a barra tentando parecer ser outras pessoas, mais cultas, mais educadas, etc.

Por isso acho muito válido ser autêntico, para deixar claro para os outros quem você realmente é, e prover informações para que a pessoa possa escolher se quer, ou não quer, conviver com você. Claro que há momentos que precisamos dar uma amenizada nas nossas atitudes, o que faz parte do jogo. O que não pode é se moldar conforme o ambiente.

Esse é o trecho da palestra em que ele comenta sobre o assunto.

Assistam a palestra completa, vale cada minuto: https://www.youtube.com/watch?v=wstk2E3Y4xs